HISTÓRICO

QUANDO O PROJETO COMEÇOU?
Baseado em observações feitas em feiras de ciências nos Estados Unidos, onde os projetos - mesmo os mais simples - eram realizados usando a metodologia científica, surgiu a ideia de estimular o uso da metodologia científica de investigação nos projetos de feira de ciências nas escolas de Ensino Médio da circunscrição da 12ª Diretoria Regional de Educação (DIRED) do Rio Grande do Norte. Foi então, a partir desta experiência, que entre 2005 e 2008 foi desenvolvido o projeto MÉTODOS, realizado com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), cujo objetivo é estimular o desenvolvimento do espírito científico nos alunos de escolas públicas por meio da capacitação de seus professores na utilização do método científico.

Este projeto, realizado no âmbito da 12ª DIRED (Diretoria Regional de Educação) constou de três etapas: a primeira foi a capacitação de professores. A segunda foi a realização de uma feira de ciências envolvendo as 29 escolas da 12ª DIRED, propondo o desafio de utilizar o método científico em todos os trabalhos apresentados. A terceira etapa consistiu na produção de um livro: "Metodologia Científica ao Alcance de Todos", no qual a metodologia científica é apresentada de forma lúdica, com uma linguagem e apresentação bem atrativas, a fim de estimular a curiosidade e o interesse dos jovens. A ideia é que este livro possa contribuir para elevar a qualidade das feiras de ciências no Brasil (ver link nesta página).




Para os projetos de ciências desenvolvidos durante o projeto MÉTODOS, os próprios alunos, por meio de uma "tempestade de ideias", concebiam questões, formulavam hipóteses e desenhavam experimentos. Os alunos eram estimulados a apresentar as questões que lhes despertavam curiosidade no seu cotidiano. Foi com um projeto, em que o aluno perguntava por que a água evapora do mar - que é salgado - e quando chove a água é doce, que uma das escolas, no município de Areia Branca, foi selecionada para representar o Rio Grande do Norte na Feira Nacional de Ciência (FENACEB), realizada em novembro de 2006, em Belo Horizonte (MG).




Portanto, foi com a experiência acumulada no projeto MÉTODOS e a participação de novos parceiros, como a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN, que o projeto "Ciência para Todos no Semiárido Potiguar" foi concebido, visando estender a ideia de introduzir o uso da metodologia científica em projetos de feira de ciências nas escolas, para mais 03 Diretorias Regionais de Educação do Estado do Rio Grande do Norte: 13ª, a 14ª e a 15ª DIREDs. Como resultado deste projeto, em 2011 realizamos a primeira edição da Feira de Ciências do Semiárido Potiguar no campus central da UFERSA em Mossoró.

Como resultado, levamos seis trabalhos para a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE 10) em março de 2012 no campus da USP em São Paulo. Três desses projetos foram premiados e um levado ao Equador para a Feira de Ciências Tecnologia e Inovação na cidade de Ambato, onde foram premiados com o primeiro lugar internacional.

Em 2012, realizamos a II edição da Feira de Ciências do Semiárido Potiguar com 110 trabalhos. Destes, 23 foram premiados e levamos 8 trabalhos a FEBRACE 11. Um desses trabalhos recebeu 4 prêmios, inclusive o 1º lugar nas categorias Empreendedorismo e Ciências Agrárias. Além disso, em parceria com a Rede POC, classificamos 2 trabalhos para participar do London International Youth Science Forum, que ocorre em Londres entre julho e agosto de 2013 (www.liysf.org.uk).

Em 2013, programamos a III Feira de Ciências do Semiárido Potiguar de 16 a 18 de outubro, novamente no Expocenter em Mossoró. Veja como participar CLICANDO AQUI.







Patrocinadores

Ciência para Todos no Semiárido Potiguar
Todos os Direitos Reservados - 2011